terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ANTES TARDE DO QUE SEMPRE



:

Antes Tarde do que Sempre, de Bertoldo Gontijo, leva o leitor por eventos às vezes engraçados, às vezes trágicos, mas sempre bem sacados. Seja por qual for o motivo: o sexo, as drogas ou o rock ´n´ roll, Aldo tem 30 e poucos anos, é um obcecado pelo seu passado cheio de vitalidade e vê em Júlia a oportunidade de revivê-lo, o que o leva a novos erros e a revelações inesperadas. Em seu apartamento no bairro da Aclimação em São Paulo, rodeado por seus adorados discos de vinil e guitarras, Aldo, um redator publicitário, fã derock e músico frustrado, se recupera de um pequeno acidente sofrido em ums how. De molho e em meio a uma crise de insônia, ele se dá conta de que está envelhecendo infeliz. Júlia, uma antiga colega de escola, linda e bem sucedida, reaparece por acaso (ou nem tanto) em sua vida, e traz com ela o frescor de bons momentos. E é a partir daí que a personalidade cômica e cativante desse anti-herói começa a mostrar contornos mais detalhados. Personagens e situações reais e divertidas da vida privada acabam por revelar os motivos da atual condição de Aldo. Impossível não se identificar com Aldo ou com Júlia. Mesmo que apenas no fim. Antes tarde do que nunca

O livro fala sobre Aldo, esse cara que tem uma vida meio caída até reencontrar o grande amor de sua adolescência, Julia. Sua cabeça dá reviravoltas enquanto ele decide o que fazer dali pra frente. Julia parece gostar dele, até bastante, mas não é boa em demonstrar sentimentos ou falar sobre ela. Ou pelo menos é como Aldo enxerga isso já que Julia acha que ele só pensa nele mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário