quinta-feira, 3 de setembro de 2015

LOCK AND KEY

LIVRO

Lock and Key

Ruby estava vivendo sozinha em segredo já fazia alguns meses depois que sua mãe a abandonou. Ela estava conseguindo se virar bem sozinha até alguém descobrir tudo.
Ela então é levada para morar com sua irmã Cora, com quem não tinha contato a dez anos e seu cunhado Jamie. E então, a história começa com Ruby se adaptando a essa nova vida e lutando contra seus problemas internos.

Ruby tem 17 anos, mora com a mãe bêbada e sempre se mudou. Aprendendo a se virar sozinha desde pequena (e a cuidar da bebedeira da mãe), ela não vê a hora de fazer 18 anos e poder ir morar sozinha e cuidar só de si. No momento sua mãe está desaparecida há quase dois meses, mas ela nem se preocupa, pois a mãe costuma sumir e voltar quando o dinheiro para a bebida acaba, mas, graças a um aquecedor quebrado, seus senhorios descobrem que Ruby tem vivido sozinha e a levam para o Serviço Social. Lá ela é encontrada por sua irmã, Cora, que não vê há 10 anos.

Cora consegue a guarda de Ruby e a leva para morar com ela e o marido, Jamie. A vida de Ruby então, muda completamente: começa a estudar em uma escola particular, mora em uma casa limpa e com comida todos os dias e tem pessoas que se preocupam com ela. Mas ela não quer nada disso, detesta a irmã que a abandonou e tenta fugir na primeira oportunidade que encontra, mas seu cunhado acaba pegando-a em flagrante e ela é salva pelo vizinho ao lado, Nate. A partir disso, Ruby sente que está devendo a Nate, pois ela acredita que ninguém faz nada de graça e por isso não gosta de dever nada a ninguém: ela vive sozinha e independente, assim jamais se decepcionará.


Trechos



“A jogada sempre foi nunca dar mais do que você estiver disposto a perder.”
[Ruby – pág. 74]

“É necessário tão pouco não só para mudar as coisas, como também fazer você esquecer como elas eram antes.”
[Ruby – pág. 114]

“Existe uma grande diferença entre informação e ação”
[Olívia – pág. 250]

“Todo mundo tem seu ponto fraco: amor, dinheiro ou álcool. O meu era o pior: Cálculo.”
[Ruby – pág. 251]

“Família não é uma coisa estática. As pessoas se casam; divorciam; nascem; morrem. Sempre evoluindo, transformando-se.”
[Cora – pág. 286]

“Sabe, é muito raro encontrar alguém que você realmente goste de ficar neste mundo.”
[Olívia – pág. 382]

Nenhum comentário:

Postar um comentário